Declaração Anual
DASN-SIMEI

A Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI) é uma das
obrigações do microempreendedor. Ao fazer sua DASN-SIMEI, você deve
informar seu faturamento bruto. Isto é: tudo que vendeu no ano anterior,
independentemente de ter emitido nota fiscal ou não.
Caso sua empresa não tenha faturado nada, você também tem
a obrigatoriedade do envio da declaração informando R$ 00,00.

Apresentar a declaração é de fundamental importância para que o MEI
fique em dia com as suas obrigações fiscais perante a Receita Federal.

O prazo para a entrega é dia 31 de Maio do ano vigente e preparamos um passo a passo
para te ajudar a fazer a declaração em poucos minutos!

OBS: Para o ano de 2022, a Receita Federal prorrogou o prazo da entrega da declaração para o dia 30 de junho de 2022!

PASSO A PASSO:
COMO DECLARAR?

Declaração Anual
DASN-SIMEI

a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN) é uma das obrigações do microempreendedor. Ao fazer sua DASN, você deve informar seu faturamento bruto. Isto é: tudo que vendeu no ano anterior, independentemente de ter emitido nota fiscal ou não.

Apresentar a declaração é de fundamental importância para que o MEI fique em dia com as suas obrigações fiscais perante a Receita Federal.

O prazo para a entrega é dia 31 de Maio do ano vigente e preparamos um passo a passo para te ajudar a fazer a declaração em poucos minutos.

OBS: Para o ano de 2022, a Receita Federal prorrogou o prazo da entrega da declaração para o dia 30 de junho de 2022!

PASSO A PASSO:
COMO DECLARAR?

Passo 1

Reúna os relatórios das receitas brutas

O relatório mensal das receitas brutas deve ser usado na declaração do MEI. Esse relatório é uma obrigação do MEI e deve ser preenchido até o dia 20 de cada mês com a receita obtida durante o mês anterior. Se você possui um contador, esse relatório é feito de acordo com os registros contábeis.

Dica: a contabilidade Qipu te ajuda a fazer esses relatórios através do aplicativo.

Passo 2

Acesse o Portal do Empreendedor

No Portal do Empreendedor, clique em “Declaração Anual de Faturamento”. Será aberta uma nova janela. Tenha o CNPJ em mãos para o preenchimento do próximo passo da declaração.

Passo 3

Selecione o ano-calendário

Selecione o ano ao que se refere a Declaração na linha "Original" e clique em "continuar".

Passo 4

Informe a Receita Bruta Total do ano anterior

Na próxima página informe a receita bruta total da sua empresa no ano anterior. Esse campo se refere a todas as vendas de mercadorias e produtos do ano de referência, mesmo as vendas onde não houve emissão de nota fiscal. Preencha também o valor referente às atividades de comércio, indústria e serviço de transporte intermunicipal e interestadual. Informe em seguida se a sua empresa possui ou não empregados.

Passo 5

Confira os dados dos pagamentos

Na próxima tela aparecerá uma lista com todos os pagamentos efetuados ao longo do ano. Caso conste alguma guia em aberto, você poderá continuar a sua declaração normalmente, no entanto é necessário que se realize o pagamento da guia em atraso o mais rápido possível.

Passo 6

Imprima o recibo da Declaração Anual

Após clicar em "transmitir", clique no campo de imprimir a declaração anual do MEI. Na declaração impressa devem constar a data e hora que a declaração foi feita e todas as informações prestadas, além do número de controle. Essa declaração deve ser guardada pela empresa com demais documentos referentes à declaração anual.

Passo 1

Reúna os relatórios das receitas brutas

O relatório mensal das receitas brutas deve ser usado na declaração do MEI. Esse relatório é uma obrigação do MEI e deve ser preenchido até o dia 20 de cada mês com a receita obtida durante o mês anterior. Se você possui um contador, esse relatório é feito de acordo com os registros contábeis.

Dica: a contabilidade Qipu te ajuda a fazer esses relatórios
através do aplicativo
.

Passo 2

Acesse o Portal do Empreendedor

No Portal do Empreendedor, clique em “Declaração Anual de Faturamento”. Será aberta uma nova janela. Tenha o CNPJ em mãos para o preenchimento do próximo passo da declaração.

Passo 3

Selecione o ano-calendário

Selecione o ano ao que se refere a Declaração na linha "Original" e clique em "continuar".

Passo 4

Informe a Receita Bruta Total do ano anterior

Na próxima página informe a receita bruta total da sua empresa no ano anterior. Esse campo se refere a todas as vendas de mercadorias e produtos do ano de referência, mesmo as vendas onde não houve emissão de nota fiscal. Preencha também o valor referente às atividades de comércio, indústria e serviço de transporte intermunicipal e interestadual. Informe em seguida se a sua empresa possui ou não empregados.

Passo 5

Confira os dados dos pagamentos

Na próxima tela aparecerá uma lista com todos os pagamentos efetuados ao longo do ano. Caso conste alguma guia em aberto, você poderá continuar a sua declaração normalmente, no entanto é necessário que se realize o pagamento da guia em atraso o mais rápido possível.

Passo 6

Imprima o recibo da Declaração Anual

Após clicar em "transmitir", clique no campo de imprimir a declaração anual do MEI. Na declaração impressa devem constar a data e hora que a declaração foi feita e todas as informações prestadas, além do número de controle. Essa declaração deve ser guardada pela empresa com demais documentos referentes à declaração anual.

Cuidado para não perder o prazo!

O último dia para fazer a declaração anual do MEI é dia 31 de maio do ano vigente. Após esse prazo é aplicada uma multa de R$50,00!
É importante lembrar que caso não seja efetuada a contribuição obrigatória durante 12 meses consecutivos, o MEI pode ter seu registro suspenso e, posteriormente, cancelado.
Cuidado para não perder o prazo!

O último dia para fazer a declaração anual do MEI é dia 31 de maio do ano vigente. Após esse prazo é aplicada uma multa de R$50,00!
É importante lembrar que caso não seja efetuada a contribuição obrigatória durante 12 meses consecutivos, o MEI pode ter seu registro suspenso e, posteriormente, cancelado.

DÚVIDAS?

O que acontece se eu não entregar a Declaração Anual?

Quando o MEI não entrega sua Declaração Anual dentro do prazo (31 de maio), o maior problema é que ele pode ficar impossibilitado de gerar os boletos mensais do DAS, consequentemente se tornando inadimplente e irregular junto a Receita Federal. Além disso, há cobrança de multa no valor de R$50,00 para declarações efetuadas após a data limite.

Declaração Anual e Imposto de Renda são a mesma coisa?

Muitas pessoas confundem a declaração com o Imposto de Renda, porém vale lembrar que os documentos são diferentes e ambos devem ser entregues em suas respectivas datas.

A DASN–Simei é obrigatória para todos os MEIs, mesmo sem movimento, e deve ser transmitida a cada ano, com informações relativas ao microempreendedor individual (CNPJ). Já a declaração de IRPF é obrigatória apenas em determinadas situações, relativas à pessoa física (CPF).

Como consultar minha Declaração Anual?

Para verificar se a sua Declaração Anual foi entregue de forma correta, você pode visualizar os extratos no sistema do Simples Nacional. Assim, você poderá ter a certeza de que sua empresa está com todos os deveres em dia.

Veja um passo a passo aqui

Como retificar minha Declaração Anual?

Esse procedimento é quase tão simples quanto preencher a própria DASN-SIMEI. É preciso apenas fazer uma Declaração Retificadora, e para isso basta marcar a opção “Retificadora” no “Tipo de Declaração”, logo abaixo do campo “Original”, onde você faz sua DASN-SIMEI todos os anos normalmente, e escolher o ano referente.